Tuesday, June 03, 2014

Mulheres barbacenenses: instrumento para a propaganda PETISTA-SOCIALISTA-COMUNISTA.

Bruno Braga.
 
 
 
 
O Sindicato dos Professores do Estado de Minas Gerais (SINPRO-MG) promoveu no dia 15 de Maio, em Barbacena, uma solenidade para homenagear as "mulheres de destaque na luta pela emancipação feminina". Às escolhidas concedeu a "Comenda Clara Zetkin". (Cf. BarbacenaMais, 22 de Maio de 2014 [http://www.barbacenamais.com.br/comunidade/3769]).
 
No entanto, as mulheres barbacenenses foram "agraciadas" com uma condecoração que faz referência a uma dirigente SOCIALISTA-COMUNISTA alemã. Clara Zetkin é frequentemente apresentada como figura ilustre do feminismo e idealizadora do Dia Internacional da Mulher (data que é cercada por polêmicas e carregada com fraudes históricas). Mas o objetivo dela - que era MARXISTA - era inserir a mulher na revolução do proletariado. Para isso, Clara Zetkin - corroborando a disparatada tese de Friedrich Engels - denuncia a FAMÍLIA como "uma das primeiras formas de exploração de classe": "na FAMÍLIA, o esposo representa a burguesia, e a esposa o proletariado". E acrescenta: "as investigações de Bachofen, Morgan e outros parecem provar que a REPRESSÃO SOCIAL DAS MULHERES coincide com a CRIAÇÃO DA PROPRIEDADE PRIVADA" (Cf. [http://www.marxists.org/portugues/zetkin/1896/10/16.htm]).

A cerimônia de "homenagem" às mulheres barbacenenses marcou ainda o lançamento do livro "Desvendando Minas: descaminhos para o projeto Neoliberal". Gilson Reis, um dos organizadores da publicação, fez a apresentação do livro ao público. Ele não é apenas presidente do SINPRO-MG. Gilson Reis é vereador em Belo Horizonte pelo PCdoB - PARTIDO COMUNISTA DO BRASIL - e dirigente da CTB (Central dos Trabalhadores e Trabalhadoras do Brasil), uma organização sindical SOCIALISTA-COMUNISTA.
 
Não tive a oportunidade de ler o livro organizado pelo vereador COMUNISTA. Porém, a julgar pelo slogan de militante estudantil grafado no título ("projeto Neoliberal"), parece que a leitura de Minas Gerais é marcada por uma chave IDEOLÓGICA, a mesma que certa vez ele mesmo utilizou para distorcer a história do filósofo ateniense Sócrates (Cf. BRAGA, Bruno. "Sócrates morre outra vez" [http://b-braga.blogspot.com.br/2012/01/socrates-morre-outra-vez.html]). 

Enfim, o pano de fundo da solenidade promovida pelo SINPRO-MG - que contou ainda com a participação do PETISTA Dimas Enéas, diretor municipal do sindicato - foi a autopromoção SOCIALISTA-COMUNISTA. É impossível determinar o grau de comprometimento de cada uma das mulheres barbacenenses homenageadas. Contudo, nos casos mais brandos, no mínimo passaram-se por "Polyeznyi" - como dizia Lênin, "idiotas úteis", que hipinotizados com o discurso e com a propaganda, com o prestígio e a notoriedade ardilosamente concedidos pelos revolucionários, servem apenas como instrumento para promoção das bandeiras, em última instância, do projeto de poder SOCIALISTA-COMUNISTA.
 
 
 
Nota publicada em 03 de Junho de 2014.

No comments: