Sunday, April 30, 2017

A Venezuela comunista da Teologia da Libertação.

Bruno Braga.
Notas publicadas no Facebook.


I. 


A foto é apenas para recordar mas uma vez as "bençãos" com as quais o regime comuno-bolivariano foi erigido e com as quais ele ainda se sustenta, levando os venezuelanos à penúria e impondo a eles uma ditadura avassaladora: Leonardo Boff, o famoso "apóstolo" da Teologia da Libertação e do ecologismo comuno-globalista com o falecido tiranete Hugo Chávez.


II.

TORTURAS NA VENEZUELA - regime do Foro de São Paulo e "bendito" pelos "apóstolos" da nefasta Teologia da Libertação, que parasitam a Igreja para enganar os católicos e favorecer a criminosa escalada comunista do poder. 

- Testemunhas sobre as torturas impostas pela polícia política aos opositores detidos.

ÁUDIO. in "Torturas en Venezuela", Cubanet, 06 de abril de 2017 [https://www.cubanet.org/montaner/torturas-en-venezuela/].

III.

"MORTE AOS PADRES". É o que prega os militantes do PSUV (Partido Socialista Unido de Venezuela). Partido comuno-bolivariano de Nicolás Maduro e do Foro de São Paulo, e que teve a sua ascenção promovida com as "bençãos" dos "apóstolos" da nefasta Teologia da Libertação - uma horda com o compromisso, não de servir a Igreja, mas enganar os católicos e levá-los a colaborar com a expansão do totalitarismo comunista. 

São estes os "frutos", embora o Papa Francisco, infelizmente, diga que "a teologia da liberação foi uma coisa positiva na América Latina" [1]. O "Papa negro" - o superior dos jesuítas - que ainda pontifica que a teologia revolucionária "foi uma rajada de ar fresco para a Igreja" [2]. Santo Deus! No Brasil, o "padre do PT" parece ter feito um voto de silêncio. João, que é Presidente da Comissão de Direitos Humanos da Câmara dos Deputados [3], não abre a boca para falar da dramática situação da Venezuela, sendo ele mesmo uma encarnação, um "apóstolo" da fraude que ainda insistem em chamar de "teologia". 


IV.


REBANHO DA TEOLOGIA DA LIBERTAÇÃO INVADE SANTA MISSA PARA AGREDIR CARDEAL E DEFENDER O TOTALITARISMO COMUNISTA NA VENEZUELA.


Só uma cegueira incurável para não enxergar, uma ignorância invencível para não reconhecer que os parasitas da "libertação" alojados dentro da Santa Igreja querem transformá-la, adequá-la aos seus propósitos e interesses - para eles não interessa fé, verdade, justiça, nada, apenas o poder, o poder. 

Leia: "Chavistas irrumpieron en la Basílica Santa Teresa y trataron de agredir al Cardenal Urosa". La patilla, 12 de abril de 2017 [https://www.lapatilla.com/site/2017/04/12/chavistas-irrumpieron-en-la-basilica-santa-teresa-y-trataron-de-agredir-al-cardenal-urosa/].

V. 

O "rebanho" de delinquentes a serviço do regime comunista "consagrado" pela nefasta Teologia da Libertação:

ARQUIDIOCESE CONDENA ATAQUE VÂNDALO CONTRA COLÉGIO CATÓLICO NA VENEZUELA.

Leia: "Arquidiócesis condena ataque vandálico contra el colegio católico La Salle, en Venezuela". Infocatólica, 22 de abril de 2017.

VI.

NICOLÁS MADURO VAI ARMAR MILÍCIAS PARA DEFENDER REGIME COMUNISTA DA VENEZUELA.

De acordo com a matéria citada, existe um temor de que as armas caiam nas mãos de terroristas. No entanto, elas já estão nas mãos deles. O regime venezuelano - que pertence ao Foro de São Paulo, fundado por Lula e Fidel Castro - tem como "exército auxiliar" não só os grupos paramilitares - os chamados "colectivos" - mas também a narco-guerrilha - representada sobretudo pelas FARC - e o terrorismo islâmico, reforçado pela autoridade do vice-presidente Tareck El Aissami.

Eis o império comunista do crime, "consagrado" pela nefasta Teologia da Libertação.

VII.

O mundo está chocado com a situação da Venezuela, e a Secretária Executiva do Foro de São Paulo - a petista Mônica Valente, mulher do mensaleiro Delúbio Soares - convocou para o dia 19 de abril a "IV Jornada Mundial en Solidaridad al pueblo venezolano y Venezuela". Veja a imagem. 

O título pode enganar os desavisados, porém, o manifesto não era em "solidariedade" ao "povo venezuelano" e sim com à "revolução bolivariana" (Cf. imagem). Uma revolução que atende ao Foro de São Paulo e está devastando a Venezuela.

É o cinismo e a língua dupla na tentativa de preservar o poder de um dos agentes da organização fundada por Lula e por Fidel Castro para transformar a América Latina na "Patria Grande" comunista.  


VIII.

"FORÇAS MALIGNAS SE APODERARAM DO CORAÇÃO DAQUELES QUE DIRIGEM O PAÍS" - afirma Arcebispo venezuelano. 

"Forças" que são os "frutos" das sementes plantadas pela fraude que alçou os mesmos dirigentes ao poder: a Teologia da Libertação - um simulacro de teologia, pois fundado na "luta de classes" e no ressentimento, criado para iludir os católicos e edificar a "Patria Grande" comunista na América Latina.

[...] “para romper este cerco del Mal, de las fuerzas malignas que se han apoderado del corazón y de la mente de los que nos dirigen”, el Arzobispo invitó a los fieles a renovar “nuestra fe en la presencia de Cristo Resucitado en medio de nosotros. Él nos dice: ¡Confíen en mí, confíen en mi misericordia! ¡Yo he vencido al mundo!”. [...]

Leia: "Venezuela. Arzobispo de Maracaibo: 'fuerzas malignas' se apoderaron del corazón de quienes dirigen el país". Hispanidad, 25 de abril de 2017 [http://www.hispanidad.com/venezuela-arzobispo-de-maracaibo-fuerzas-malignas-se-apoderaron-del-corazon-de-quienes-dirigen-el-pais.html].

IX.


O vídeo é apenas para recordar quem faz parte da quadrilha do Foro de São Paulo que está devastando a Venezuela e ainda ambiciona edificar na América Latina a "Patria Grande" comunista.

X.

MADURO QUER APLICAR UM PLANO SOCIALISTA [COMUNISTA] E TOTALITÁRIO - afirma Cardeal Urosa.

"'Ellos quieren aplicar es el plan de la patria y no la Constitución. Ese es un plan socialista [COMUNISTA] y totalitario', dijo el cardenal". [...]

Leia: "El cardenal Urosa denuncia que Maduro quiere aplicar un plan 'socialista y totalitario'". Infocatólica, 25 de abril de 2017 [http://infocatolica.com/?t=noticia&cod=29203].

XI.

"COLECTIVOS": AS MILÍCIAS COMUNISTAS DE NICOLÁS MADURO - o aliado do PT no Foro de São Paulo.

"Las pandillas armadas del chavismo han mutado en auténticas fuerzas parapoliciales muy activas contra las protestas de opositores al Gobierno".

Leia: "Los colectivos siembran el terror en Venezuela". El país, 26 de abril de 2017 [http://internacional.elpais.com/internacional/2017/04/26/actualidad/1493159838_141130.html].

XII.

Um regime comuno-bolivariano edificado com a colaboração da Teologia da Libertação - o simulacro de teologia criado para enganar os católicos, instrumentalizar a Igreja e utilizá-la para favorecer o esquema de poder comunista [4]. "Teologia" que o Papa Francisco, infelizmente, declarou ter sido "uma coisa positiva para a América Latina" [5]. "Pelos frutos conhecereis" (Mt. 7, 16). O caos na Venezuela, o império do crime - totalitarismo, corrupção, tráfico internacional de drogas e até terrorismo islâmico. Agora...

1. "Presidente de la Conferencia Episcopal: ATAQUES VIOLENTOS PRETENDEN AMEDRENTAR A LA IGLESIA". 

"El presidente de la Conferencia Episcopal Venezolana (CEV), monseñor Diego Padrón, denunció este lunes que los ATAQUES PERPETRADOS CONTRA INSTITUICIONES RELIGIOSAS en diversas partes del país en los últimos días, parecieran no ser hechos aislados sino ACCIONES 'PREPARADAS PARA AMEDRENTAR A LA IGLESIA CATÓLICA'" [...] [6].

2. "Venezuela: Grupos chavistas protestaram contra a Igreja durante Missa em Caracas".

"O Bispo Auxiliar de Caracas (Venezuela), Dom Jesus Gonzalez de Zárate, assinalou que no dia 29 de janeiro um grupo de partidários do governo de Nicolás Maduro se dirigiu à igreja São Pedro Claver e protestou contra o Episcopado, enquanto o Prelado celebrava a Missa com as crianças da primeira comunhão e com os jovens da crisma". [...]

"O Prelado relatou que, nesse domingo, 'no final da celebração, (os coletivos) se reuniram na porta da igreja e, em seguida, começaram a fazer o seu protesto a favor do governo e contra as posições tomadas pela Conferência Episcopal Venezuelana sobre a realidade do país'". [...]

“'Suas maiores criticas foram acerca da POSIÇÃO QUE OS BISPOS E O PÁROCO TIVERAM EM RELAÇÃO À SITUAÇÃO DO PAÍS'". [...] [7].


REFERÊNCIAS.

[1]. Cf. “"O perigo em tempos de crise é buscar um salvador que nos devolva a identidade e nos defenda com muros'”. El país, 21 de janeiro de 2017 [http://brasil.elpais.com/brasil/2017/01/21/internacional/1485022162_846725.html].

[2]. Cf. "‘La Teología de la Liberación fue una bocanada de aire fresco para la Iglesia’". Infovaticana, 28 de março de 2017 [https://infovaticana.com/2017/03/28/la-teologia-la-liberacion-fue-una-bocanada-aire-fresco-la-iglesia/].


[4]. Cf. "A barbárie SOCIALISTA-COMUNISTA-BOLIVARIANA e a contribuição do 'apostolado da revolução'" [http://b-braga.blogspot.com.br/2014/02/a-barbarie-socialista-comunista.html].

[5]. Cf. “"O perigo em tempos de crise é buscar um salvador que nos devolva a identidade e nos defenda com muros'”. El país, 21 de janeiro de 2017 [http://brasil.elpais.com/brasil/2017/01/21/internacional/1485022162_846725.html].

[6]. Cf. "Presidente de la Conferencia Episcopal: Ataques violentos pretenden amedrentar a la Iglesia". Lapatilla, 30 de janeiro de 2017 [https://www.lapatilla.com/site/2017/01/30/presidente-de-la-conferencia-episcopal-ataques-violentos-pretenden-amedrentar-a-la-iglesia/].

[7]. Cf. "Venezuela: Grupos chavistas protestaram contra a Igreja durante Missa em Caracas". ACIDigital, 04 de fevereiro de 2017 [http://www.acidigital.com/noticias/venezuela-grupos-chavistas-protestaram-contra-a-igreja-durante-missa-em-caracas-35181/].

ARTIGOS RECOMENDADOS.

BRAGA, Bruno. "A barbárie SOCIALISTA-COMUNISTA-BOLIVARIANA e a contribuição do 'apostolado da revolução'" [http://b-braga.blogspot.com.br/2014/02/a-barbarie-socialista-comunista.html].
  
______. "Os 'apóstolos' do Foro de São Paulo" [http://b-braga.blogspot.com.br/2016/06/os-apostolos-do-foro-de-sao-paulo.html].

Sunday, April 02, 2017

A Teologia da Libertação e a seita maçônica.

Bruno Braga.  
Material para estudo. 

Trecho do livro GÓMEZ, Manuel Guerra. "La trama masónica". Styria: Barcelona, Espanha, 2006. pp. 216-217; 230-231; 233. Tradução, destaques e notas: Bruno Braga.


"Esses e outros grupos leem a Sagrada Escritura não a partir do texto mesmo e do seu contexto histórico. Interpretam a Palavra de Deus não a partir da fé cristã e da Tradição da Igreja, mas sim desde o feminismo da religiosidade telúrica e desde um subjetivismo panteísta ("Católicas pelo Direito de Decidir"), desde o social e uma de suas opções político-partidárias ("Cristãos pelo socialismo" [comunismo]), desde a dissidência sistemática por contágio do ambiente democrático e sócio-cultural paganizado que trata de modelar o cristão e eclesial conforme o profano e político por imperativo do relativismo, típico da atual circunstância histórica ("Somos Igreja", "Teólogos João XIII", etc.), desde a reação dialética marxista ante as estruturas sociais mais ou menos pervertidas, às vezes perversas (Teólogos da Libertação em sua vertente ideologizada), desde a religiosidade pagã dos indígenas, sobretudo americanos à luz da Nova Era (teologia indigenista do "neoindigenismo"). FONTES INTERNAS DA MAÇONARIA GARANTIRAM-ME A IDENTIDADE MAÇÔNICA DE ALGUNS MEMBROS DA TEOLOGIA DA LIBERTAÇÃO RADICALIZADA, ESPECIALMENTE ENTRE OS NASCIDOS, OU PELO MENOS RESIDENTES, NA AMÉRICA DO SUL".

[...]

"O poder político às vezes sente a tentação de retornar às religiões etnico-políticas. Em nossos dias, tem cedido vez ou outra a essa tentação anacrônica. Nelas, a autoridade suprema de um grupo "étnico" (clã, tribo ou nação, descendente do mesmo antepassado) e "político" (unidade jurídica, administrativa, político-militar, judicial, etc.) ostentava também a suprema direção de sua religião. Além da política, por exemplo, havia unidade religiosa plena, embora seguisse intitulando-se "Pontífice Máximo", o chefe do Estado (rei, imperador, etc.) costumava transferir as funções cultuais ou sacerdotais a um delegado seu por razões práticas. Étnico-política é a natureza das chamadas 'Igrejas nacionais' ou 'Igrejas patrióticas' (China [comunista], etc.). A finalidade de sua existência consiste sobretudo em dividir a presença e eficácia da Igreja Católica em uma nação determinada. Dessa maneira, o Demônio faz honra a um de seus nomes: 'Diabo", derivado da palavra grega que significa 'o que divide e enfrenta'. Se realiza assim o adágio castelhano: 'Divida e vencerás'.

"OS MAÇONS NO PODER RECORRERAM A ESSA TÁTICA EM PAÍSES TRADICIONALMENTE CATÓLICOS" [...]

"Na América Ibérica tem havido mais 'Igrejas nacionais', por exemplo, a cubana, instituída pelo sacerdote Germán Lence, sob a direção de Fidel Castro e de existência efêmera; a 'Igreja popular da Nicarágua', etc. Na América, as 'Igrejas populares' ou 'do povo' em geral foram incubadas e têm atuado no seio das 'comunidades de base' [CEB's: Comunidades Eclesiais de Base] ou 'populares'. Têm corrido o risco de promover uma visão política da salvação cristã. Seu fermento mais eficaz  vem do MARXISMO, concretamente da 'TEOLOGIA DA LIBERTAÇÃO', e como resposta às necessidades terrenas de uma classe social, a dos 'pobres', tem se distanciado bastante da iniciativa gratuita, da ação e da graça de Deus, assim como da dimensão sobrenatural do cristianismo. Na Nicarágua, a 'Igreja popular' tratou de converter-se em 'Igreja nacional' durante a década de 1980. Não consta - documentalmente - a relação entre as 'Igrejas populares' e a maçonaria, embora se saiba que A MAÇONARIA ESTENDEU SEUS TENTÁCULOS TAMBÉM ENTRE MAIS DE UM TEÓLOGO DA LIBERTAÇÃO".

(*) NOTA. Mesmo o mais "cético" - que se recusa a investigar a possibilidade de vínculo e cooperação - não pode negar que há - pelo menos - uma "coincidência" nas pautas e ações da Maçonaria e da Teologia da Libertação: engenharia social e comportamental com controle da população por meio de contraceptivos e do aborto, a ideologia de gênero LGBT-gayzista; o laicismo em todas as dimensões da vida pública, sobretudo na educação de crianças e jovens; o estabelecimento da pseudo-espiritualidade da "Nova Era" ("New Age"), uma religião global que congregue todos os "credos" e que "consagre" em definitivo uma "Nova Ordem Mundial": o totalitarismo comuno-globalista. 


ARTIGOS RECOMENDADOS.

BRAGA, Bruno. "A Maçonaria e a Nova Ordem Mundial: a criação de uma 'religião universal' para consagrar o totalitarismo comuno-globalista". Material para estudo [http://b-braga.blogspot.com.br/2017/02/a-maconaria-e-nova-ordem-mundial.html].

______. "A aliança entre a Maçonaria e o Comunismo". Material para estudo [http://b-braga.blogspot.com.br/2016/05/a-alianca-entre-maconaria-e-o-comunismo.html].

______. "A Internacional Socialista e a Maçonaria" [http://b-braga.blogspot.com.br/2016/10/a-internacional-socialista-e-maconaria.html].

______. "Antonio Guterres: ONU, Internacional Socialista, Maçonaria - aborto e gayzismo" [http://b-braga.blogspot.com.br/2016/10/antonio-guterres-onu-internacional.html].

______. "A seita maçônica na política francesa" [http://b-braga.blogspot.com.br/2017/03/a-seita-maconica-na-politica-francesa.html].

______. "Nicarágua: São João Paulo II contra a Teologia da Libertação" [http://b-braga.blogspot.com.br/2016/01/nicaragua-sao-joao-paulo-ii-contra.html].

______. "A Nicarágua e o 'apostolado' SOCIALISTA-COMUNISTA da revolução" [http://b-braga.blogspot.com.br/2014/05/a-nicaragua-e-o-apostolado-socialista.html].