Monday, June 16, 2014

PETISTA afirma: Nossa Senhora Aparecida é uma criação da Igreja Católica.

Comentário.
Bruno Braga.
 
 
 
Dimas Enéas, Dimas Enéas. Mais uma "pérola" do petista barbacenense, diretor municipal do SINPRO-MG (Sindicato dos Professores do Estado de Minas Gerais) [1]. Em um artigo publicado no portal "Barbacena Mais", Dimas afirma o seguinte: "Assim como a Igreja Católica criou o mito imaginário de Nossa Senhora Aparecida, capaz de agregar em torno de si a fé de milhões de católicos fortalecendo assim o poder político institucional do Vaticano no Brasil, a República brasileira precisava de mitos, heróis e símbolos" [...] (Cf. "O mito e o feriadão de Tiradentes" [http://www.barbacenamais.com.br/colunistas/dimas-soares-ferreira/3635-opiniao-o-mito-e-o-feriadao-de-tiradentes-por-dimas-e-soares-ferreira]).
 
Não interessa discutir aqui o que se refere à República, mas o que diz respeito à Igreja Católica. Neste contexto, Dimas Enéas despreza a própria história de Nossa Senhora Aparecida, que tem início - conforme atesta registro documentado - na primeira metade do século XVIII. Dos pescadores que encontram a imagem da Virgem Maria, em 1717, à crescente devoção. Sendo assim, a Igreja Católica - nos termos em que denuncia o senhor Dimas Enéas - não poderia ter forjado nada para fortalecer o "poder político institucional" do Vaticano, porque, é preciso dizer ao articulista petista, o Vaticano foi fundado somente em 1929. E mais. Os fatos e eventos adquiriram dimensão grandiosa a partir da fé das pessoas. O que a autoridade eclesiástica fez - com atos solenes posteriores - foi simplesmente reconhecer o que já era cultivado no Brasil por décadas: a devoção a Nossa Senhora Aparecida.
 
Enfim, a afirmação do senhor Dimas Enéas é mais um equívoco para o seu currículo. Não é preciso muito para identificá-lo. Não é uma questão de ser ou não católico, nem de acreditar na intervenção da Virgem Maria nos fatos e eventos extraordinários que envolvem Nossa Senhora Aparecida. Um ateu com um pouquinho de conhecimento sobre o assunto e um mínimo de honestidade intelectual poderia muito bem reconhecer que esta história não é de forma alguma uma "criação" da Igreja Católica, como quer fazer passar o articulista petista e representante dos professores de Minas Gerais. 
 
 
Comentário publicado no Facebook em 16 de Junho de 2014.

NOTAS.
 
[1]. Para ler outros comentários sobre os artigos de Dimas Enéas acesse o link: [http://b-braga.blogspot.com.br/p/comentarios.html].

No comments: